Quais são os benefícios para a saúde de caminhar para trás?

Quais são os benefícios para a saúde de caminhar para trás?
Quais são os benefícios para a saúde de caminhar para trás?

Caminhando para trás não é apenas para brincar com crianças ou adolescentes que se afundam mais. Na verdade, tem alguns benefícios para a saúde para o desempenho esportivo e reabilitação após a cirurgia ou uma lesão. Caminhando ou jogging para trás é popular no Japão porque queima várias vezes mais calorias do que avançar. Embora possa ser folclore, foi dito que 100 passos para trás são equivalentes a 1 000 passos adiante.

Vídeo do dia

Quem se beneficia?

Pessoas que podem se beneficiar de andar para trás como uma forma de exercício, de acordo com o site Body Results, incluem o seguinte: alguém submetido a reabilitação pós-operatória da articulação do joelho: alguém que sofre de tensões musculares do quadril, virilha, parte inferior das costas ou isquiotibiais; ou alguém que sofre de um tornozelo torcido, lágrimas de tenão de Aquiles ou talas de canela. Outros candidatos incluem aqueles que tentaram tudo, desde tratamentos de ibuprofeno, gelo ou calor, tempo livre de treinamento, fisioterapia ou alongamento sem resultados, aqueles que procuram um estímulo diferente ou opção de treinamento cruzado, ou alguém envolvido em um esporte onde eles precisam mude de direção rapidamente ou corre para trás.

Benefícios de caminhar para trás

Dois professores da Universidade de Oregon, Barry Bates e Janet Dufek, estudaram os benefícios de caminhar para trás e correr sobre pessoas desde a década de 1980. Eles descobriram que a caminhada para trás cria uma força de cisalhamento reduzida nos joelhos, e pode ser útil para qualquer pessoa que sofra dor subindo e escadas ou fazendo lâminas ou agachamentos. Caminhar para trás usa mais energia em um período de tempo mais curto e queima mais calorias. É bom para aqueles que se recuperam da tensão do isquiotibixo devido ao menor alcance de movimento do quadril. A caminhada para trás não cria carga excêntrica da articulação do joelho, a fase de alongamento de descer as colinas ou as escadas, e pode dar aos descansadores e aos caminhantes um pouco de uso excessivo.

Como começar

Uma maneira simples de ver se andar para trás é para você é dar 10 passos para a frente e nove passos para trás e verificar o desconforto. Então, encontre uma área plana, livre de tráfego e caminhe para trás por 20 a 30 jardas. Após a prática, você pode tentar subir de uma colina com uma pequena elevação. Você também pode andar para trás em uma esteira, mas começar a uma velocidade mais lenta do que o que você costuma andar. Com a prática, à medida que você se sente mais confortável, você pode aumentar sua velocidade, ou mesmo tentar correr para trás. Se ao ar livre, verifique regularmente que você não tropeça por cães, motociclistas ou pavimentos irregulares.

Pessoas mais velhas e equilíbrio

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças recomenda que as pessoas idosas realizem uma variedade de atividades de exercício, tanto para o prazer quanto para reduzir o risco de ferimentos.Como as pessoas mais velhas estão em maior risco de queda, é importante que façam exercícios para ajudar com o equilíbrio. Os exercícios de equilíbrio podem incluir caminhadas para trás, andar de lado, andar de calcanhar, andar de pé e praticar de pé de uma posição sentada. Uma forma de artes marciais, Tai Chi, também pode ser benéfica para o equilíbrio.