Dor constante e dor intensa

Dor constante e dor intensa
Dor constante e dor intensa

Experimentar dores nas cabeças constantes podem interferir com a vida diária, dificultando a realização do dia no trabalho ou na escola. As dores podem surgir de repente e às vezes levam dias para se retirar, causando uma ruptura significativa. Felizmente, a maioria dos casos de dores na cabeça esfaqueamento são evitáveis ​​com mudanças de estilo de vida e tratáveis ​​com autocuidado e medicação, conforme recomendado por um médico.

Vídeo do dia

Características

Além da dor de punção persistente na cabeça, algumas pessoas podem experimentar sintomas adicionais, como distúrbios da visão, náuseas, sensibilidade à luz e som, calafrios e fadiga. A dor pode durar várias horas até três dias, de acordo com o site da American Academy of Family Physicians. As mulheres são mais propensas do que os homens a terem dor nas costas. Alguns podem experimentar dor de cabeça esfaqueada diariamente, enquanto outros experimentam raramente.

Causas

De acordo com o site da Biblioteca Nacional de Medicina, a causa mais comum de dor de cabeça apontada é dor de cabeça por tensão, que resulta de aperto ou tensão nos ombros, pescoço, couro cabeludo e mandíbula. Outra causa comum é a dor de cabeça da enxaqueca. Saltar refeições, trabalhar horas longas, falta de sono e consumo excessivo de cafeína, álcool ou alimentos que contenham chocolate, glutamato monossódico ou produtos lácteos também podem desencadear dores nas cabeças e dor persistente. Outras causas incluem mudanças hormonais, moagem de dentes, má postura, depressão, ansiedade e estresse. Raramente, a dor de cabeça esfaqueada resulta de um aneurisma cerebral ou acidente vascular cerebral, ambos ameaçando a vida. O início súbito da dor de cabeça mais grave que você já experimentou requer cuidados médicos imediatos.

Tratamentos

Tente beber água e descansar em uma sala escura e silenciosa para aliviar as dores nas cabeças que resultam de uma enxaqueca ou dor de cabeça de tensão. Over-the-counter analgésicos podem ajudar. Os médicos podem prescrever medicamentos como antidepressivos, injeções de Botox ou ergotaminas para os pacientes a tomar quando os sintomas começam, ou para pessoas cujas dores não respondem à medicação sem receita médica. Os médicos tratam acidente vascular cerebral e aneurisma cerebral com cirurgia de emergência.

Prevenção

Dormir o suficiente, exercitar a maioria dos dias e comer uma dieta nutritiva pode ajudar a prevenir a dor causada por dores de cabeça. Além disso, o site da Biblioteca Nacional de Medicina sugere esticar o pescoço e os ombros e usar outras técnicas de relaxamento, como respiração profunda, meditação e yoga. Para ajudar a gerenciar o estresse que pode levar a dores na cabeça de punhalada, o site da Clínica Mayo sugere simplificar os horários e permitir a flexibilidade nas rotinas, mantendo uma atitude positiva, demorando alguns minutos de cada dia para recarregar e soltar coisas que não podem ser controlada.